novo ensino medio tera diferente forma de educacao

Novo ensino médio: você já o conhece?

O modelo atual de Ensino Médio estará sendo substituído nas escolas de todo o país em breve. Depois de muitos debates, críticas e mudanças na medida provisória, o projeto agora se tornou lei, e o Ensino Médio terá uma nova proposta.

As determinações para essas mudanças no constam na Lei nº 13.415, de 16 de fevereiro de 2017. Nem todos já conhecem as alterações que essa fase escolar sofreu, por isso, nós preparamos esse artigo com um resumo sobre essa nova proposta.

Continue lendo e veja o que mudou e como ficou o novo Ensino Médio. Tire suas dúvidas, fique informado e veja se você discorda ou apoia essas mudanças.

Base curricular

Ainda há uma base curricular para o novo Ensino Médio, que é obrigatória para todas as escolas. Nela constam as matérias Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, Biologia, Física, Química, Inglês, Literatura, Educação Física, Artes, Filosofia e Sociologia.

Escolha de matérias

Os alunos poderão optar pela área em que desejam ter um conhecimento mais aprofundado. Isso logo no começo do Ensino Médio, sendo as opções para Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza, Ciências Humanas/Sociais e Formação Técnica/Profissional.

Divisão curricular

Como serão acrescentadas horas e matérias ao novo Ensino Médio, a divisão do currículo ficou estabelecida como sendo 60% para as matérias básicas, e os restantes 40% para a área escolhida pelo estudante.

Carga horária

Dentro do prazo de 5 anos a determinação é que as escolas se adaptem para oferecer aos alunos 1000 horas anuais de estudo, distribuídas em 200 dias letivos. Mas a intenção é de que de forma progressiva seja implantado o tempo integral, com 7 horas diárias que somariam 1400 anuais.

Recursos

Os recursos para que as escolas possam adaptar-se a esse novo modelo de ensino vêm da Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral do Governo Federal. O repasse previsto é de 1,5 bilhão de reais, dentro do prazo de 2 anos.

Professores sem diploma

Essa questão foi polêmica, porém, poderão dar aulas sem possuir um diploma de licenciatura apenas profissionais especialistas em sua área (de notório saber) e dirigidas para os alunos que optaram pela formação técnica e profissional.

Nesse modelo, profissionais de áreas diversas poderão ministrar aulas técnicas sobre sua área de conhecimento. Também podem optar por cursar uma complementação pedagógica para darem aulas.

Quais as vantagens da formação a distância?

Acúmulo de créditos

O novo Ensino Médio poderá receber uma organização por módulos. Neles os alunos acumulam créditos e poderão utilizá-los para seu aproveitamento quando entrarem no ensino superior. Essa estratégia é para estimular o estudante a continuar os seus estudos.

Início do novo modelo

A lei já existe e está valendo, porém, no ano de 2018 as escolas ainda estarão passando por processo de reformulação. Em 2019 é que tudo será devidamente colocado em prática.

A intenção do governo é de que os estudantes possam ter mais liberdade para escolher o seu futuro e encontrem a base para isso na escola. Então, o novo Ensino Médio busca abrir portas e oferecer conhecimentos para os jovens, preparando-os melhor para o mercado de trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *